domingo, 26 de dezembro de 2010

Frases, textos, pensamentos ...

"Mostre o seu sorriso e presenteie a quem nunca teve um...
Procure uma fonte e banhe quem vive na lama...
Use a sua valentia para dar força e ânimo a quem não sabe lutar...
Tenha esperança e viva em sua luz...
Vivencie o amor e passe a conhecer o mundo...
Pegue um raio de sol e faça-o brilhar onde reina a escuridão...
Colha uma lágrima e coloque-a no rosto de quem nunca chorou...
Descubra a vida e ensine a quem não sabe entendê-la...
Reúna a sua bondade e dê a quem não sabe dar..."

"Um covarde é incapaz de demonstrar amor
- isso é privilégio dos corajosos."

"Posso ser uma pessoa desprezível, mas, quando fala em mim a verdade, sou invencível."

"Se você se sente só,é porque ergueu muros em vez de pontes."

"Tenha sempre bons pensamentos
porque os seus pensamentos se transformam em suas palavras
Tenha boas palavras
porque as suas palavras se transformam em suas ações
Tenha boas ações
porque as suas ações se transformam em seus hábitos.
Tenha bons hábitos
porque os seus hábitos se transformam em seus valores
Tenha bons valores
porque os seu valores se transformam no seu próprio destino"

"O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar."

“O amor é como uma tortura, um eterno sofrer.Sendo assim quem não sofre não ama e quem ama não consegue viver!”

"Os tolos e os fanáticos estão sempre seguros de si, mas os sábios são cheios de dúvidas"

"O mundo é uma tragédia para os que sentem e uma comédia para os que pensam"

"O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formarmos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o princípio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida."

"Tenho pensamentos que, se pudesse revelá-los e fazê-los viver, acrescentariam nova luminosidade às estrelas, nova beleza ao mundo e maior amor ao coração dos homens."

"Enquanto não superarmos a ânsia do amor sem limites,não podemos crescer emocionalmente.Enquanto não atravessarmos a dor de nossa própria solidão,continuaremos a nos buscar em outras metades.Para viver a dois, antes, é necessário ser um."

"Não esperes que cheguem as circunstâncias ideais nem a melhor ocasião para atuar, porque talvez não cheguem nunca."

"Não se pode separar a paz da liberdade, porque ninguém pode estar em paz consigo mesmo se não é livre"

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Saldo no fim do mês

"...Você é igual à decadência refletida em tudo. Todos fazemos parte da mesma podridão. Somos o único lixo que canta e dança no mundo.

Você não é sua conta bancária nem as roupas que usa, você não é o conteúdo de sua carteira, você não é seu câncer de intestino, você não é seu café com leite, você não é o carro que dirige nem suas malditas gatinhas.

Você precisa desistir. Você precisa saber que vai morrer um dia. Antes disso, você é um inútil. Será que nunca serei completo?..."

Essa citação vem do filme "Fight Club",ou em português,"Clube da Luta". Quem não viu o filme talvez não entende de primeira sua essência,se não entendeu leia novamente tentando se ver no texto. O texto mostra o que muitos homens,mulheres fazem,tentam se adaptar ao mundo, mas como resultado se tornam algo que não são. O animal,sim o animal,o espécime homo sapiens sapiens,pode ter evoluído ao ponto onde seu pensar o beneficiou com carros,com tv's absurdas,aviões,tudo que o mundo do dinheiro exige que um bom seguidor tenha,mas na sua essência ele como todas as outras espécies tem como principal objetivo sobreviver. Pense,por mais que doa em você (alguns podem relutar), todas as criaturas do mundo tem como objetivo sobreviver e procriar,perpetuar a espécie. Isso é diferente naturalmente no homem? Não. Porque então o fascínio,o delírio,a devoção ao dinheiro e aos bens?

Eu não nego que a felicidade é sim um dos principais objetivos da vida de um homem,tanto que já devo ter mencionado algumas vezes no blog,mas o dinheiro é a personificação da felicidade? A felicidade só se implica em ver sua conta,ver o quanto ela está recheada,ver seu carro zero importado? Entender o porque o dinheiro é importante ao homem é fácil,neste mundo é mais fácil sobreviver com ele,sendo ele uma peça quase natural de sobrevivência,assim suprindo o principal objetivo do homo sapiens. Mas se matar,fazer com que sua vida gire ao redor do dinheiro e viver unica e exclusivamente para ele...isso para mim é um sinal dos novos tempos,um sinal deste mundo,um sinal da insanidade! Já citei que muitos acabam com sua vida dando valor a pequenos espasmos de extremo prazer ilusório com seus vícios...E este é o exemplo natural do homem moderno...alguem extremamente materialista,consumista,suicida que só vive com emoções fortes e absurdamente rápidas! Exemplos? Olhem ao seu redor,veja que próximos querem dinheiro para ir a festas,beber,fazer sexo rápido e sem se preocupar em dar continuidade ao pseudo relacionamento,que vive o momento curto de sua vida sem saber que ele é uma parte de algo maior. Antes que pense,não sou fanático religioso e vou falar de Deus ou algo a respeito. Acredito em Deus,acredito em algo maior,mas não falo nisso,falo que cada um faz parte de um grande amotinado chamado Terra! O nosso mundo,cada um não é nada,mas unidos formamos o todo que é o nosso planeta,nosso mundo. Já falei sobre isso...

Este homem,este exemplar,é a forma esculpida do que este mundo atual quer,alguem onde seu capital de giro possa soar com algum sentido. Alguem que se adaptou ao nada se esquecendo do que mais importava em um homem...Até as crianças de hoje,não se importam com os valores,não vêem mais alegria em qualquer coisa com um amontoado de barro,querem celulares,andam de mini saia mostrando suas calcinhas,falam de sexo como se estivessem fazendo...ou na verdade estão? São mini adultos sem responsabilidade... O "ser" humano com seus atos "humanos",largou o pensar,no todo,para pensar em pequenas partes. Onde estão os valores? Onde está a moral? Onde está a razão? Na minoria,a minoria que pensa com cérebro pelo resto dos 90% do corpo...pensa pela maioria que apenas faz seu "trabalho" sem saber o que realmente está acontecendo,porque no fim,o que importa é o saldo no fim do mês,não é?

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Novamente... Fernando Pessoa

"O AMOR, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há-de dizer.
Fala: parece que mente...
Cala: parece esquecer...

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
P'ra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe,
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar..."

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A estrada sem volta

Queria falar sobre isto outra vez,mas acabei ficando sem vontade de escrever no momento.Outras vezes cogitei escrever,mas novamente perdi a vontade... No meio deste ano,em um festival no meu bairro,uns amigos,mais novos me chamaram para uma festa de aniversário da namorada de um destes amigos. Eu fui. Ao chegar lá,me deparei com uma faixa etária bem menor do que a minha,a média deveria ser uns 16,17 anos,enquanto eu tinha 21. Apesar disso,haviam amigos com 18,19. Mas apesar disso,apesar dos amigos,eu me senti deslocado. Parece obvio não? Mas eu percebi naquele momento que muita das coisas que fazia com meus amigos não me agrada mais... essas festas,bobas,danças escrotas ao som de músicas ruins...Assuntos desinteressantes,conversas chatas e monótonas...Havia um mundo que não era mais meu,uma realidade que não era mais minha...diferenças são comuns,mas de poucas formas eu me encaixava ali. Há um tempo venho vendo isso,há um mundo do qual não faço mais parte...As coisas não são mais as mesmas,os gostos não são mais os mesmos...O que era bom já não é mais e outras coisas desconhecidas são tão boas quanto as antigas...Tudo mudou,tudo muda e muito ainda irá mudar...A estrada continua,os passos podem ser lentos,mas ainda continuamos a caminhar...A estrada é sem volta,o que ficou para trás,somos outros a partir de então.

sábado, 15 de maio de 2010

Eterno

Estamos na era da velocidade.Podemos realizar qualquer coisa apenas apertando um botão!São letras que percorrem o mundo em segundos apenas digitando-as no teclado!Pessoas correm cada vez mais e as horas parecem voar!Neste mundo,as pessoas querem o agora,o instante,a emoção inflamavel que dura apenas um piscar de olhos!A vida agora segue a evolução da industria,tudo "Just in time",e as pessoas são como mercadorias dessa "industria"!São amantes destes instantes instantâneos que vivem nos ciclos enternos da "velocidade",ou seja,não percebem que por viver e gostar destes momentos curtos eles acabam tendo uma vida curta,sendo levados a um instante!Eu por outro lado,prezo o duradouro!Quero a eternidade,quero a imortalidade!Para mim,é muito mais válido viver 100 do que gozar 10!Do que adianta forçar e extravasar se daqui a algum tempo não existirás mais?Os museus expoem o que foi importante,o que foi eterno e nada ali durou instantes e sim duram a enternidade.Assim,a vida que merece ser vivida na minha opinião é aquela que será lembrada,que será memorável,não aqueles curtos espaços e espasmos de tempo onde se drogam com emoções falsas e passageiras!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Discutir ou não discutir,eis a questão!

Fazia algum tempo que não postava no blog,tempo suficiente para refletir.Alguns acontecimentos,alguns erros,alguns acertos,até ai nada anormal,mas cheguei ao determinado momento em que meu raciocinio independente do tempo e das reflexões,me dizia uma coisa quando outras pessoas diziam outras coisas.
Muito comentei no blog e sempre faço coro que cada um é cada um,somos todos diferentes,todos com pensamentos diferentes,mas as vezes as pessoas parecem não raciocinar,não parecem racionalizar!Nestes casos,a receita comum para se entender,para se avaliar,é se colocar no lugar do outro,tentar entender o ponto de vista do "rival".O problema é que quando dificilmente uma discussão termina sem que alguém fique chateado.
E provavelmente toda vez que nos chateamos,seja de forma racional ou irracional,correta ou incorreta, achamos que estamos certos de que foi culpa dos outros,geralmente de quem lhe feriu.Mas assim,só vemos o nosso lado!Vemos a nossa dor,os nossos sentimentos!Desta forma não seria possível refletir pois não nos colocaríamos mais no lugar do outro e sim estaríamos presos em nossas dores.Em Biologia,quando aparece o termo "competição" entre duas ou mais espécies,todos saem perdendo.Mesmo que esteja sofrendo,provavelmente a outra pessoa estará também.As intensidades,os sentidos e as direções são diferentes,mas ambos os lados sofrerão!Assim,o resultado de uma discussão será inevitavelmente o desgaste de ambas as partes,independente do tamanho ou forma que este se manifestará.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Saudades dos tempos de criança

Como tenho saudades dos tempos de criança.
Saudade das dores que não doíam tanto,
dos variados e ilimitados sorrisos,
da simplicidade por todos os cantos,
de viver cercado por amigos.

Saudades da inocência,
de não ter um coração partido
que em meio a incoerências
era sempre revivido.

Saudades das brincadeiras,
pique-pega,pique-esconde,
mesmo envolto de sujeira
era mais rico que um conde.

Saudades de não me importar
de continuar seguindo em frente
vivendo sem ignorar
o passado,o futuro e o presente.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Reflexões

Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.